APROVEITE O CARNAVAL,

MAS SEM MATAR ANIMAIS MARINHOS?

PUBLICADO: 28/02/2019

Carnaval são os dias de festas que precedem a quarta-feira de cinzas. O Carnaval 2019 começa sábado dia 02 e vai até terça dia 05 de fevereiro, porém em muitas cidades turísticas onde o Carnaval é reconhecido apesar de não ser propriamente um feriado, Algumas empresas como Bancos e repartições públicas só retornam suas atividades na quarta-feira dia 06 às 12hs, na chamada quarta-feira de cinzas.

Como é de costume os foliões se fantasiam dos clássicos super-heróis, ídolos da música, cinema, política, esportes e celebridades, entre muitas outras fantasias criativas.

Porém existem questões que são importantes e devem ser abordadas nas festividade. Questões como o consumo de álcool e dirigir, o beijo forçado, entre outras. Uma questão que está ganhando ênfase desde 2017 é a contaminação e os problemas causados pelo Glitter, micro plástico em geral, prejudicando a vida marinha. O tema ganhou ênfase quando um grupo de creches do Reino Unido anunciou o banimento do uso de Glitter devido à ameaça que representa ao ecossistema marinho.

Essas micropartículas usadas massivamente no festejo do carnaval são uma ameaça a vida marinha. As pessoas se enchem de glitter e saem para brilhar no carnaval, porem “nem tudo que reluz é Ouro”, ou seja, nem tudo que brilha é bom!

Após a festa, os foliões vão embora tomar um banho e descansar, porem a água do chuveiro leva todo aquele glitter e purpurina direto para a rede de esgoto.

Os sistemas de tratamentos de esgoto doméstico não estão preparados para reter as partículas de microfibra. Esses micro plástico passam pelo tratamento de esgoto doméstico e chegam até os rios e os oceanos. Esse quadro é ainda agravante se pensar que alguns foliões cobertos de “brilho” vão se banhar no mar.

Mas o glitter não é a única partícula contaminante, existem outros produtos que contém polímeros na sua composição e contaminam os Oceanos, são eles:

  • Cosméticos e produtos de higiene pessoal como esfoliantes, cremes dentais e outros que contém pequenas partículas esféricas de plástico.
  • Produtos de limpeza inserem essas partículas para intensificar a sua eficácia.
  • Roupas de fibras sintéticas tem capacidade de liberar até 1.900 microfibras durante sua vida útil.
  • Plásticos como garrafas e copos plásticos também podem sofrer ação do mar, de movimento e temperatura e ser fragmentado em pedaços menores semelhante ao que acontece com as pedras, que com a ação do tempo, temperatura, contato e desgaste da água e são transformadas em areia.

Ao utilizar esses produtos, essas microesferas de plástico tem como destino os sistemas convencionais de tratamento de esgoto que não é eficiente e acabam indo parar nos rios e oceanos, isso devido ao seu tamanho reduzido.

É fato que apenas 54,33% do esgoto coletado recebe tratamento no Brail, mas mesmo tratado não retém essas partículas, já o esgoto que não é tratado contamina como microplástico e também com carga orgânica e microrganismos.

Estima-se que são lançados 8 Milhões de toneladas todo dia de microplásticos. Essas micropartículas são confundidas com alimento e ingeridas por plânctons. Os plânctons são a base da cadeia alimentar marinha, alguns morrem por obstrução do sistema disgestivo. Os animais que fazem parte da cadeia alimentar acabam contaminados, inclusive os seres humanos através da ingestão de peixes e outros animais marinhos.

Pesquisas sobre os efeitos da ingestão de microplástico são poucas e recentes. Um estudo realizado pelo Instituto de Sistemas Ambientais da Universidade de OsnaBrück – Alemanha, indica que essas partículas são capazes de absorver produtos tóxicos diluído no oceano, como agrotóxicos, metais pesados e outros Poluentes Orgânicos Persistentes (POPs). Outro estudo analisou a presença de microplástico em sal destinado ao consumo humano, foram analisadas 39 marcas e em 36 foram encontradas as micropartículas. Existem estudos brasileiros para saber os efeitos de microplasticos na Fisiologia do Mexilhão Perna Perna.

Não se tem muita informação sobre quais os reflexos do processamento de alimentos ou cozimento de alimentos contaminados por plásticos em ambiente marinho pode nos prejudicar.

Em 2015 foi estimado 250 mil toneladas de microparticulas nos oceanos. As pesquisas nessa área tendem a crescer em virtude da necessidade de se ter informações mais concretas sobre o reflexo causado aos animais que o ingerem direta e indiretamente. 

Mas não é por conta disso que você não vai curtir o Carnaval, alguns fabricantes oferecem opções de glitters biodegradáveis, veganos e sustentáveis. Os ingredientes variam alguns tem a formula com base em vegetais, corantes naturais de alimentos, ou corantes minerais como o pó de mica, outros tem a base de algas, manteiga, purpurina biodegradável, entre outros. Além de prometerem não ser prejudiciais a vida marinha, também ganham propriedades menos nocivas à saúde humana, alguns são hipoalérgicos. Na falta de um glitter ecológico use o glitter convencional e antes de tomar banho retire o excesso com um algodão e removedor de maquiagem.

USE A CRIATIVIDADE, SEJA SUSTENTÁVEL E BOA DIVERSÃO!

Video: plâncton ingerindo plástico

Fonte:

  • http://www.puc-rio.br/pibic/relatorio_resumo2018/relatorios_pdf/ctc/QUI/QUI-Maria%20Clara%20Tavares%20Martins.pdf
  • https://super.abril.com.br/mundo-estranho/como-e-feito-o-tratamento-de-esgoto/
  • https://www.nationalgeographicbrasil.com/planeta-ou-plastico/2018/10/microplasticos-encontrados-em-90-por-cento-do-sal-de-cozinha
  • http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41135/tde-09032016-101239/publico/Liv_Ascer.pdf
  • https://capricho.abril.com.br/beleza/carnaval-sustentavel-conheca-10-marcas-que-vendem-glitter-biodegradavel/

A FOXWATER é especialista em de tratamento de água e efluentes industriais e domésticos.     

Está presente no mercado a mais de 25 anos, atuando nacional e internacionalmente.

Possui profissionais especialistas, Tecnologias de última geração, Equipamentos automatizados, para tratamentos de efluentes como esgoto doméstico, esgoto industrial, chorume, água para reuso, desaguamento de lodo, descontaminação de águas subterrâneas, dessalinização e outros tipos de efluentes.

Para mais informações entre em contato com a FOXWATER, sempre temos um profissional pronto para atender você!

Telefone: (19) 3262-0730

Vendas@foxwater.com.br

https://www.foxwater.com.br/2/contato

QUER RECEBER NOSSAS PUBLICAÇÕES? DEIXE SEU CONTATO: